top of page

ALBERTO GARCÍA-BASTEIRO ATRIBUÍDO BOLSA DO ERC PARA O PROJECTO TB-QUEST

Atualizado: 18 de set. de 2023


Alberto García-Basteiro coordena a Área de Tuberculose (TB) e HIV/SIDA no CISM

A bolsa de excelência científica de 2,5 milhões de euros atribuída pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC) a Alberto García-Basteiro, irá permitir realizar um estudo epidemiológico de campo para compreender o papel da TB assintomática na transmissão da doença.


O projecto TB-QUEST é um estudo epidemiológico de campo que visa fornecer provas da transmissão efectiva de casos de tuberculose assintomáticos ou subclínicas a contactos próximos, utilizando, entre outros, a sequenciação do genoma do agente patogénico.


A bolsa concedida pelo ERC insere-se no âmbito de apoio aos investigadores promissores em início de carreira para apoiar o seu percurso científico. Esta subvenção pode cobrir até 100% do total dos custos directos elegíveis da investigação, mais uma contribuição de 25% do total dos custos indirectos, sendo que este ano, o Conselho Europeu de Investigação recebeu 2.696 candidaturas e a taxa de sucesso dos candidatos está estimada em 15%.


Compreender o papel da tuberculose assintomática na transmissão da doença

A tuberculose continua a ser uma das principais causas de morbilidade e mortalidade a nível mundial. A maioria das estratégias de controlo centra-se em intervenções que visam a infeção latente e as fases activas da doença. No entanto, os inquéritos de prevalência mostraram que cerca de 50% dos casos em que o Mycobacterium tuberculosis (agente causador da maioria dos casos de tuberculose) é isolado da expetoração são assintomáticos. Por este motivo, a TB subclínica tem vindo a suscitar um interesse científico crescente, uma vez que pode desempenhar um papel importante na transmissão da TB, apesar da ausência de sintomas. No entanto, nenhum estudo de campo demonstrou a transmissão directa de um caso de TB subclínica para um caso secundário confirmado.

TB-QUEST irá esclarecer a forma como definimos e detectamos a TB

"Se a TB subclínica disseminar a doença, as implicações para o controlo global da TB, bem como para a conceção de ensaios clínicos de vacinas e medicamentos, são fundamentais", explica Alberto García. Ainda de acordo com o investigador, "o projecto TB-QUEST irá esclarecer a forma como definimos e detectamos a TB subclínica e melhorar a nossa compreensão da sua epidemiologia, duração da infecciosidade e factores associados à auto-eliminação ou à progressão para doença sintomática".


Alberto García-Basteiro é professor e investigador do Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGlobal), investigador e Coordenador da Área de Tuberculose (TB) e HIV/SIDA no CISM e médico associado no Departamento de Medicina Preventiva e Epidemiologia do Hospital Clínic Barcelona. Os seus interesses científicos centram-se na avaliação do peso da tuberculose em África, no teste de novos diagnósticos, tratamento e na caracterização da tuberculose a nível clínico, microbiológico e social.

69 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page