top of page

CISM INTENSIFICA COOPERAÇÃO COM A UNIVERSIDADE EMORY


A visita realizada pela Universidade de Emory no âmbito do estudo Global Mixserosurvey, implementado em colaboração com o CISM, tinha como objectivo principal avaliar como os contactos sociais e as interacções ao nível domiciliar contribuem para a transmissão de doenças na comunidade. O estudo GlobalMixserosurvey é um estudo ancilar ao estudo GlobalMix, para testar o estado serológico e o estado de soroprevalência de patógenos entéricos e respiratórios incluindo a (SARS-CoV2) e a malária. Para o efeito, foram colhidas amostras de sangue venoso de participantes de todas as idades de agregados familiares escolhidos aleatoriamente na Manhiça, e no bairro de Polana Caniço na cidade de Maputo.


Tendo terminado recentemente o recrutamento do estudo GlobalMixserosurvey pretende-se iniciar com o treinamento para o processamento de amostras no CISM que está previsto a iniciar durante o mês de Setembro.


Segundo Sérgio Massora, Investigador Principal do estudo no CISM, para além do estudo GlobalMixserosurvey o CISM vai participar em um estudo similar denominado GlobalMix COVID-19, cujo o objectivo é quantificar a transmissão da COVID-19 na comunidade e a fatalidade devido a COVID-19 e outros patógenos respiratórios. Este estudo também irá recrutar indivíduos que tenham participado no estudo GlobalMix na Manhiça. Há poucos dados sobre a transmissão de doenças na comunidade principalmente nos países em vias de desenvolvimento como o caso de Moçambique. Portanto, estes estudos irão ajudar a preencher parte desta lacuna.


Para Kristin Nelson epidemiologista e Investigadora Principal do estudo na Universidade de Emory, a visita a Moçambique visa também explorar futuras colaborações com o CISM. "Realizei actividades com a equipe de doenças respiratórias e bacterianas invasivas e reuni-me com as equipas de Tuberculose e do projecto MozCovid do CISM, onde tomei conhecimento das actividades em curso no Centro e prevejo várias colaborações que poderão acontecer como fruto desta visita", disse a investigadora.


A epidemiologista acrescentou que uma das grandes riquezas do CISM, é ter uma Plataforma de Vigilância Demográfica bem organizada, que possibilitou a selecção dos participantes e facilitou bastante na condução do estudo. Kristin elogiou a forma como os trabalhadores de campo estão familiarizados com a plataforma demográfica e a boa interação destes com a população, enfatizando o papel importante que a área de Estudos de População teve na implementação do estudo.


De acordo com Sérgio Massora o grande benefício deste tipo de visitas de colaboração é o fortalecimento da instituição. Para ele, há ganhos na capacitação técnica e científica. Por exemplo, quando iniciarem os treinamentos, passaremos a usar o método Luminex para detectar outros vírus respiratórios para além de SARS-CoV2. Por outro lado, as discussões científicas que tiveram lugar durante a visita e o forte envolvimento deste parceiro na elaboração de protocolos e escritura de manuscritos irão reforçar as nossas capacidades internas de aplicação para futuros Grants, pois a Emory tem uma grande experiência nestas actividades e, tecnicamente, temos muito que aprender.

87 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page