top of page

CONSELHOS CONSULTIVOS COMUNITÁRIOS DO CISM E CISPOC TROCAM EXPERIÊNCIAS


Decorreu a 31 de Agosto um encontro de troca de experiência entre os Conselhos Consultivos Comunitários (CCC) do Centro de Investigação em Saúde de Manhiça (CISM) e do Centro de Investigação e Treino em Saúde da Polana Caniço (CISPOC), momento em que foram analisadas as diferentes formas de actuação dos dois conselhos de modo a maximizar e criar sinergias estratégicas de nível comunitário para reforçar o campo de actuação das duas instituições de pesquisa.

Os CCC´s defendem os interesses da comunidade

O intercâmbio, consistia em criar relações bilaterais entre os dois CCCs e harmonizar práticas que favoreçam o bom desempenho das unidades a que está vinculado cada CCC. Os dois órgãos buscam defender os interesses da comunidade que representa, transmitindo suas preocupações em relação a aspectos de saúde, bem como estabelecer elo de ligação entre a comunidade e instituições de pesquisa. O CCC apoia também na sensibilização, mobilização e transmissão de informação em torno das pesquisas conduzidas, assim como na percepção dos protocolos em relação a aspectos culturais, percepção da linguagem usada nos consentimentos informados.


Para o Presidente do CCC do CISM, João Magaia, esta troca de experiências é um excelente exemplo de ganhos dos Conselhos Consultivos Comunitários nos últimos tempos, e lembrou que foi criado recentemente no norte do país um CCC inspirado no modelo do CISM. Aliado a isso, segundo Magaia, é importante perceber que, nos últimos tempos, dada a uma maior maturidade no exercício das tarefas do Conselho como ponte entre a comunidade e o centro, não se têm reportado casos de recusa aos estudos implementados pelos diversos investigadores, a nível da Manhiça.


“Temos também a sensação de auto-realização por perceber que os dois CCC's têm vários pontos em comum, desde o histórico até aos objectivos da sua criação. Porém, o CISPOC trouxe sua dinâmica no uso da tecnologia e um maior número de reuniões presenciais. Então, buscaremos esta experiência para criar um alinhamento interno, baseado no uso das TICs ajustadas às idades, condições sociais dos nossos integrantes”, disse o Presidente do Conselho Consultivo Comunitário do CISM.

Por sua vez, o seu homólogo do CISPOC, Elso Simbine disse que após ter tido conhecimento da existência de uma organização de base comunitária do CISM que advoga os mesmos ideais, surgiu o interesse de buscar boas práticas de envolvimento comunitário para perceber as relações contextuais que os centros de pesquisa estabelecem junto da comunidade local para o alcance dos seus objectivos.


Elso enfatiza que o fórum de partilha de experiência foi estratégico para trazer outra visão que venha reforçar algumas ideias em curso dentro do CCC e da comunidade e que foi um momento de muito aprendizado para além de estabelecer uma aliança com o CCC/CISM que vai resultar em benefícios nas comunidades que ambos representam.


Os CCCs continuam empenhados na criação de canais de comunicação adequados, com vista a minimizar a propalação de informações infundadas (rumores, boatos, estigma ou descriminação) sobre os estudos em curso ou participação de membros voluntários provenientes da comunidade. Num contexto onde a comunidade torna-se mais exigente, é evidente a contribuição das organizações de base comunitárias no processo de mudança social do comportamento em relação ao seu envolvimento em pesquisas conduzidas pelos diferentes centros.


De referir que o Conselho Consultivo Comunitário do CISM foi criado em 2003 quando o CISM intensificou a investigação com o início dos ensaios clínicos, enquanto que o do CISPOC foi estabelecido inicialmente em 2011.

23 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page