top of page

INVESTIGADOR DO CISM SELECCIONADO A EMBAIXADOR DE MOÇAMBIQUE DA ASM


Inácio Mandomando (PhD), Investigador Sénior do CISM

Inácio Mandomando (PhD), investigador sénior e coordenador da área de Doenças Bacterianas, Virais e Outras Tropicais Negligenciadas do Centro de Investigação em Saúde de Manhiça (CISM), candidatou-se e foi selecionado para a embaixador de Moçambique da Sociedade Americana de Microbiologia (ASM), uma organização fundada em 1899, com sede em Washington DC, Estados Unidos da América e que congrega mais de 30.000 cientistas, educadores e profissionais de saúde que se dedicam a promover e fazer avançar as ciências microbianas em todo o mundo.


Natural da cidade da Beira (Sofala), Mandomando, é licenciado em Medicina Veterinária pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM-1999), Doutorado em Ciências Biomédicas na área de Microbiologia Médica pela Universidade de Barcelona (2009), pós-doutorado em Biologia Molecular (Patogénese Bacteriana) do Centro de Desenvolvimento de Vacinas da Universidade de Maryland em Baltimore (MD) e Departamento de Pediatria da Universidade de Virginia em Charlottesville (VA) nos Estados Unidos da América (2010-2012) e conta actualmente com mais de 150 publicações em revistas científicas revistas por pares.

Espero levar à ASM, as aspirações e visões moçambicanas sobre a ciência

Com esta selecção, o investigador irá juntar-se a outros 100 embaixadores de países membros da ASM, que têm como principal objectivo responder às necessidades das comunidades científicas locais, construir relações com instituições-chave e facilitar parcerias. “Para além disso, espero levar as aspirações e visões moçambicanas sobre a ciência, mas também, quero aproveitar esta plataforma para estreitar e consolidar as colaborações interinstitucionais na área de microbiólogia, bem como criar um fórum para reflexão e debate da Microbiologia em Moçambique” comenta o embaixador para Moçambique na ASM.

Para cumprir com a missão, Mandomando, conta com o apoio da equipa do CISM

Para além de incentivar o desenvolvimento profissional e fortalecer a ciência, Mandomando, espera desenvolver um conjunto de iniciativas que facilitem o networking entre os diversos microbiológos e outros técnicos de saúde de Moçambique. “E junto com a minha equipa, no CISM, esperamos ainda este ano organizar um Webinar para discutir sobre a resistência antimicrobiana em Moçambique, incluindo e destacando alguns projectos ou iniciativas que temos levado a cabo no CISM”, acrescenta.

Sempre achei que tenho uma missão científica

Disse também estar honrado por esta nomeação, pois, “sempre achei que tenho uma missão científica, ou seja, um sonho científico, sobretudo na área de microbiologia, onde ainda há muitos mistérios, perguntas e dúvidas por se desvendar ou responder, por isso que a minha ambição científica, sempre foi contribuir para a resposta de algumas dessas perguntas através de novas descobertas”.


Mandomando foi Director Científico do CISM entre 2013 e 2016, e actualmente coordena no CISM mais de 5 projectos, com destaque para o programa CHAMPS (Child Health and Mortality Prevention Surveillance), Resistência aos antibióticos em águas residuais, um ensaio clínico de fase II que vai testar a vacina conjugada contra Salmonella Typhi, Typhimurium e Enteritidis em crianças, em Moçambique no qual é o Investigador Principal, para alem de liderar o Site do CISM em Quelimane, onde também esta a montar a vigilância de infecções bacterianas invasivas no Hospital Central de Quelimane.

103 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page