top of page

MULTIPLY LEVANTA EXPECTACTIVAS NO COMBATE À MALÁRIA EM MASSINGA

Atualizado: 19 de out. de 2022


Participantes das Jornadas Científicas

Decorreram de 08 a 09 de Setembro do corrente ano, no distrito da Massinga (Província de Inhambane), as Jornadas Científicas do Instituto de Ciências de Saúde de Massinga, um evento que contou com a participação do Centro de Investigação em Saúde de Manhiça (CISM). Na ocasião, Fabião Luís, investigador do CISM e um dos oradores no evento, apresentou os projectos implementados no distrito, com destaque para o projecto MULTIPLY.


MULTIPLY é um projeto de cooperação entre vários países que inclui instituições públicas e privadas, europeias e africanas, que visa administrar a Quimioprevenção Perene da Malária (PMC), esperando contribuir para a redução da carga de malária em crianças menores de dois anos. Nesta iniciativa, irá introduzir-se um curso terapêutico completo de Sulfadoxina-Pirimetamina TIP-SP (estando ou não presentes parasitas) nos Programas Alargados de Vacinação (PAV) dos Sistemas Nacionais de Saúde de cada país membro, em intervalos definidos correspondendo a contactos de vacinação de rotina às 10 semanas de idade com difteria, toxoide tetânico e coqueluche (DTP) 2, 14 semanas com DTP3 e 9 meses de idade com a vacinação contra sarampo.


Segundo o médico chefe do distrito, Abel Tembe, “a malária no distrito de Massinga, tem sido um desafio, apesar das várias estratégias adoptadas localmente (administração de redes mosquiteiras, rondas de pulverização intra-domiciliária, promoção de capacitação de vários actores em matérias sobre a prevenção da malária). Só no primeiro semestre do corrente ano, foram registados cerca de 44.000 casos de malária em todo o distrito, contra os 37.000 casos registados localmente em 2021, o que denota um aumento dos casos em cerca de 20%, e as crianças têm sido o grupo-alvo dessas infecções”.


Visitantes da Feira realizada no ICS de Massinga

A nível local, para além de adoptar as estratégias recomendas pelo Programa Nacional de Controlo da Malária, também colaboramos com os diversos parceiros locais que têm contribuído bastante nessa luta. “Um desses parceiros é o CISM, que implementa o projecto MULTIPLY, no qual temos expectativas que a aceitabilidade do estudo ao nível da comunidade seja alta, e que sejam alcançadas as crianças elegíveis, permitindo que o nosso distrito seja um dos modelos de sucesso dessa estratégia, no país e quiçá na região.”


Por outro lado, Fabião Luís, defende que “de forma geral foi bom termos participado nessas jornadas, pois pudemos explicar a classe académica do distrito o quê, como, onde e em que Unidades Sanitárias estamos a implementar o MULTIPLY e esperamos que estes possam contribuir para disseminar as actividades do projecto a todos níveis.


Este projecto, é coordenado pelo Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGLOBAL), sob financimaneto da European & Developing Countries Clinical Trials Partnership (EDCTP), com o apoio da Fundação Bill e Melinda Gates, da Fundação “la Caixa”e da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).

72 visualizações0 comentário
bottom of page