top of page

PESQUISADORES DO CISM PREMIADOS PELA ASSOCIAÇÃO DE CIENTISTAS ESPANHÓIS


Delfino Vubil e Alberto García-Basteiro, receberam o prémio a 3 de Novembro

Trata-se de Delfino Vubil e Alberto García-Basteiro, ambos investigadores do CISM, que no dia 3 de Novembro, receberam da Associação de Cientistas Espanhóis no Sul de África (ACESDA), o prémio Early-Career Talent Alkebulan Award 2023, nas categorias de Pesquisador em início de carreira da África Austral e Associado da ACESDA em início de carreira, respectivamente.


Vubil, é licenciado em Biologia (Universidade Eduardo Mondlane), mestre em Biologia Celular e Molecular (Universidade de Coimbra), e doutorado em Medicina e Investigação Translacional (Universidade de Barcelona). Ingressou no CISM em 2009 como técnico de laboratório de microbiologia e biologia molecular, cujas funções incluíam a realização de testes de diagnóstico, implementação de procedimentos, capacitação do pessoal técnico e coordenação de projectos de investigação.

É incentivo para para a consolidação da minha carreira

Entre 2010 e 2012 foi gestor do Laboratório de Biologia Molecular, tendo depois se dedicado à sua formação (Mestrado e Doutoramento) e depois do seu retorno, em 2019, foi responsável de Laboratório de 2019 a 2023, período em que o laboratório do CISM foi acreditado pela norma ISO15189. Segundo comenta, os seus interesses de pesquisa estão centrados em doenças infecciosas, desde o diagnóstico laboratorial, vigilância epidemiológica, etiologia microbiológica, incluindo a resistência aos antibióticos, principalmente em doenças diarreicas, infecções bacterianas invasivas e outras doenças preveníveis com vacinas, e julga que esses interesses combinados a sua trajectória profissional e académica, foram crucias para que fosse escolhido a ganhar este prémio. “É de facto, muito gratificante, inspirador e incentivante para mim, que o meu contributo científico na qualidade de investigador em início de carreira, seja reconhecido. Isto significa que tenho que continuar a trabalhar com dedicação para a consolidação da minha carreira científica”, acrescentou.


Por outro lado, Alberto García-Basteiro, actual responsável pela área de pesquisa em Tuberculose e HIV/SIDA do CISM e Investigador do ISGlobal, que recebeu o prémio de ACESDA em início de carreira, é licenciado em medicina pela Universidade de Santiago de Compostela (USC, Espanha), mestre em Epidemiologia pela London School of Hygiene and Tropical Medicine (LSHTM), e possui o seu doutoramento pela Universidade de Amsterdam, em parceria com a Universidade de Barcelona, onde é actualmente, professor de mestrado em Saúde Global.

112 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page