TERMINA O RECRUTAMENTO DE PARTICIPANTES PARA O PORTADORES 5


O estudo Portadores 5 é financiado pela USAID Mozambique e pela Bill and Melinda Gates Foundation

Terminou o recrutamento de participantes do estudo Portadores , um estudo que visa avaliar o impacto da mudança da formulação da vacina anti-pneumocócica conjugada 10-valente (PCV10) para 13-valente (PCV13), e a mudança do esquema de vacinação de 3+0 sem dose de reforço (três doses primárias administradas aos 2, 3 e 4 meses de idade), para 2+1 (duas doses primárias e uma dose de reforço, administradas aos 2, 4 e 9 meses de idade), na colonização nasofaríngea por s.pneumoniae em crianças HIV positivas e crianças HIV negativas e membros do agregado familiar.


Este estudo encontra-se na sua 5ª fase, subdividida em 3 etapas. A primeira que obedeceu o recrutamento de crianças HIV positivas no Hospital Distrital da Manhiça, iniciou a 19 de Outubro de 2021, a segunda para crianças HIV positivas recrutadas nos centros periféricos da área de Mavalane (site de Maputo), iniciou a 17 de Novembro do mesmo ano, e a última iniciou a 1 de Dezembro de 2021 com o recrutamento de crianças HIV negativas recrutadas na comunidade no distrito da Manhiça. O recrutamento de todos os participantes terminou a 31 de Maio do ano corrente.


Segundo o Investigador Principal do estudo, Sérgio Massora, “não foi possível atingir a meta de recrutamento de crianças com HIV positivas, por um factor positivo pois, ao nível do distrito da Manhiça há uma redução dos índices de transmissão vertical do HIV, da Mãe para o filho, pelo que, das 80 crianças de 1 ano e 4 meses à 11 anos de idade (HIV positivas) que prevíamos recrutar no Hospital Distrital da Manhiça (40 participantes) e na área de Mavalane (40 participantes), apenas recrutamos 10 e 18 respectivamente, o correspondente a 35% (28/80). Em contrapartida, no que diz respeito ao recrutamento na comunidade, alcançamos as metas previstas em todos os grupos de idade.


Massora mostra-se positivo dizendo que “apesar de não termos conseguido atingir a meta de recrutamento a nível hospitalar pelas razões acima mencionadas, de uma forma geral, fazemos um balanço positivo das actividades, estamos ansiosos para ver os resultados finais do estudo. Neste momento as amostras estão em processamento no CISM e seguirão depois para a caracterização final no Centro de Control e Prevenção de Doenças (CDC) em Atlanta, Estados Unidos da América”. Massora explicou que depois da obtenção dos resultados finais a equipa voltará à comunidade para fazer a entrega dos resultados, e sensibilizar sobre as formas de tratamento de infecções respiratórias como faringites, laringites, sinusites, sépsis ou bacteriémias, meningites agudas entre outras complicações que colocam em risco a saúde.

Carolina Luciano, participante do estudo

Já na comunidade, famílias que foram partes do estudo, a expectação respeito aos resultados do estudo é grande. Carolina Luciano, participante do estudo admite que, “são frequentes casos de gripes aqui em casa, que afectam a mim e aos meus sete (7) filhos e muitas vezes desconheço as causas. Quando isso acontece, tenho me dirigido ao hospital, onde me dão xaropes, ou comprimidos, porém, não sabemos muitas vezes se era uma gripe, ou, outra doença. Eu particularmente, sou receptiva a este tipo de projectos, por acreditar que podem ajudar a salvar a vida das nossas crianças, daí que estou a espera de seus resultados”.

Angelina Tuaribo, participante do estudo

Segundo Angelina Tuaribo, mãe de Zelfa Alberto, criança de 1 ano e 3 meses, também participante do estudo, “o método usado para nos testar foi fácil e por nós conhecido, pois trouxeram cotonetes, como aqueles que usamos para limpar os ouvidos, para colectar o nosso ranho e o dos nossos filhos. Até agora, não nos disseram os resultados e estamos à espera”.


O estudo Portadores 5 é financiado pela USAID Mozambique e pela Bill and Melinda Gates Foundation e foi conduzido sobre o tema: Colonização nasofaríngea por Streptococcus pneumoniae em crianças e adultos em Maputo e Manhiça, antes e depois da introdução da vacina anti-pneumocócica conjugada em Moçambique.

119 visualizações0 comentário