3d-medical-grunge-background-with-abstra

DOENÇAS BACTERIANAS,

VIRAIS E OUTRAS

TROPICAIS NEGLIGENCIADAS

O QUE FAZEMOS?

As Doenças Bacterianas, Virais e outras Tropicais Negligenciadas estão entre as principais causas de morbi-mortalidade causando uma diversidade de síndromes clínicos, constituindo um problema para a saúde pública no País. Entre estas destacam-se as causadas por patógenos associados a infecções entéricas, respiratórias agudas e doenças bacterianas invasivas que afectam principalmente as crianças menores de 5 anos. Em 2015 registou-se globalmente cerca de 5.8 milhões de mortes em crianças nesta faixa etária, onde as pneumonias, diarreias e sépsis/meningites estiveram entre as 5 principais causas de morte contribuindo com 920.000 (15%), 526.000 (9.1%) e 517.000 (8.9%) mortes, respectivamente. Em Moçambique, resultados de autópsia verbal indicaram a pneumonia, diarreia e malnutrição como estando entre as 5 principais causas de morte em crianças menores de 15 anos.

Por outro lado, as doenças provocadas por outros vírus diferentes do HIV, têm ocupado lugar de destaque na saúde pública devido a sua distribuição e alta prevalência particularmente em crianças menores de 5 anos. Apesar de existirem programas e esforços para a sua mitigação, prevalecem desafios atinentes ao diagnóstico e tratamento precoces, escassez de dados sobre o peso e estirpes circulantes, principalmente para os vírus associados a infecções respiratórias.

Devido à elevada prevalência e impacto das Doenças Tropicais Negligenciadas (DTNs) no país, sobretudo nas zonas rurais onde a prevalência ultrapassa os 40%, estratégias de

controlo têm sido implementadas seguindo recomendações da OMS e UNICEF, que incluem a administração massiva de medicamentos, o controlo da morbilidade, melhoria das condições de água, saneamento e higiene, bem como a educação para a saúde. Contudo, persiste a escassez de informação sobre a distribuição geográfica, factores de risco, e melhores opções ou combinações terapêuticas.

Principais objectivos

  • Continuar a contribuir na definição do peso das doenças através da monitorização de tendências epidemiológicas e das estirpes circulantes para orientar o desenvolvimento de ferramentas de controlo e prevenção, a nível local, nacional e internacional

  • Contribuir para o desenvolvimento, testagem e avaliação do impacto de ferramentas em doenças emergentes e na abordagem one health (doenças zoonóticas e emergentes)

  • Estabelecer novas abordagens de investigação molecular no contexto da resistência antimicrobiana, padrões de transmissão e virulência dos principais patógenos

  • Contribuir para a formação de novos quadros em diferentes níveis e especialidades

 
 

EQUIPA

Inacio

Inácio Mandomando

Coordenador

O Dr. Inácio Mandomando é doutorado em Ciências Biomédicas (Microbiologia) pela Universidade de Barcelona, Espanha (2009), e possui um histórico científico internacional que conta com mais de 100 publicações, sendo que a sua principal área de investigação é doenças diarreicas, e outras doenças invasivas bacterianas em Moçambique. O Dr. Mandomando, foi selecionado em 2013, como Investigador Sénior do CISM e foi Diretor Adjunto Científico (2013-2016) e é actualmente,  Coordenador da Área de Investigação de Doenças Bacterianas, Virais e outras Tropicais Negligenciadas e Principal Investigador do projeto CHAMPS em Moçambique.

  • LinkedIn - círculo cinza

PROJECTOS

 
  • ACA. Avaliação do Acesso à Água Potável no Distrito da Manhiça

  • ECOHEMA. Estudo da coinfecção entre helmintos e malária e sua implicação na resposta imune contra malária

  • GBS MULTI. Group B Streptococcus colonization in mother-newborn dyads and association with anti-capsular serotype-specific antibodies in low and middle income South Asian and African countries

  • iNTS. Non-typhoid salmonella carriage in a Mozambican district with high HIV prevalence

  • LPOS. Low Pressure Oxigen

  • MARS. Desenho e implementação duma plataforma baseline de vigilância e monitoramento da emergência de resistências anti-helmínticas no distrito de Manhiça

  • PERS. Pertussis and Respiratory Syncytial Virus in Pregnancy

  • PLUS. Evaluation of impact of lung ultrasound on management of pneumonia in low-resource settings, and feasibility, usability and acceptability of this technology

  • Pneumo-PCV. Avaliação do impacto da introdução da vacina anti-pneumocócica em Moçambique

  • Pneumo-PCV-2. Avaliação do impacto adicional da troca da vacina PCV-10 pela PCV-13

  • RESPIRE. Respiratory Syncytial virus (RSV) Infection in Pregnant Women and Children in Rural Southern Mozambique: Determining the incidence of disease associated mortality and risks factors

  • ROTA. Vigilância de Rotavirus e de outros enteropatógenos em crianças com menos de 05 anos no distrito da Manhiça

  • WASH. Water supply, sanitation and hygiene conditions in Manhiça district and its association with soil-transmitted helminths and schistosomes infection.

  • WASH-IT. Evaluation of the effect of a water, sanitation and hygiene intervention on the soil-transmitted helminth re-infection in schoolchildren in Manhiça district.

Outros projectos em curso 

DSCF0280.jpg

PUBLICAÇÕES

Área ainda em construção

EM

BREVE