GOVERNADOR DA ZAMBÉZIA DIRIGE A CERIMÓNIA DE LANÇAMENTO DO CENSO EM QUELIMANE


Legenda: Administrador de Quelimane, Governandor da Zambézia e Principal Investigador do CHAMPS

A cerimónia oficial do lançamento do Censo para o estudo que visa identificar as causas de morte em crianças menores de cinco anos e em nados mortos no distrito de Quelimane ocorreu no dia 1 de Outubro de 2021, no bairro de Micajune, e foi dirigido pelo Governador da província da Zambézia, Pio Augusto Matos.


Trata-se de um censo para enumeração de todos os agregados familiares e atribuição de números de identificação únicos a cada agregado e a cada membro, onde espera-se envolver mais de 80.000 agregados familiares do Distrito de Quelimane, com enfoque para mulheres em idade reprodutiva e crianças menores de 5 anos que são os dois grupos populacionais mais vulneráveis a doenças e mortalidade.


Na ocasião, o governador da província da Zambézia, Pio Augusto Matos, chamou as comunidades a aderirem ao censo e ao estudo, explicando que esta actividade vai constituir um marco importante para de investigação em saúde porque vai oferecer dados que irão permitir melhorar a saúde de crianças menores de 5 ano.


Sr. Pio Matos, Governador da Zambézia

"Não podemos ter receio de participar. O governo reconhece o CISM e seu trabalho. Há estudos semelhantes feitos em outros países que permitiram reduzir a taxa de mortalidade infantil e nós também queremos encontrar caminhos para evitar a morte de crianças na nossa província", disse o governador da Zambézia.


Pio Matos disse também que a iniciativa vai ajudar a medir o nível de provisão de serviços básicos, uma vez que há escassez de unidades sanitárias na província. "A pesquisa vai ainda delinear várias estratégias para melhor servir a comunidade com solução na mitigação de doenças", acrescentou.


As actividades da Vigilância de Mortalidade Infantil que visa estudar as causas de morte em crianças menores de cinco anos e em nados mortos, já decorrem no Hospital Central de Quelimane desde 2018 e estão a ser expandidas para as comunidades. Para isso, o CISM vai estabelecer um Sistema de Vigilância Demográfico e de Saúde (SVD) em todo o distrito de Quelimane.


Informações avançadas pelo investigador Principal do Estudo CHAMPS em Moçambique, Inácio Mandomando, da conta que o CISM prevê que o sistema forneça indicadores precisos de natalidade e mortalidade e das causas de morte que venha facilitar a realização de estudos de avaliação de novas ferramentas de combate à doenças.


"Ao grupo alvo iremos enumerar todos os agregados familiares e atribuir números de identificação permanente e, a cada seis meses, realizar visitas regulares a cada agregado para actualizar eventos demográficos essenciais como mortes, nascimentos, migrações, gravidezes, abortos, nados mortos, causas de morte e outros dados sociodemográficos relevantes”, disse Mandomando.


Com o término previsto para meados Março de 2022, esta actividade vai empregar mais de 180 colaboradores, contra os anteriores 23 que possui no distrito, o que irá ajudar nas taxas de emprego na Província.


O estudo está a ser realizado em parceria com o Instituto Nacional de Saúde e suportado pelo programa CHAMPS, um estudo multicêntrico coordenado pela Universidade de Emory, dos Estados Unidos de América, que está a ser implementado em Moçambique (distritos de Manhiça e de Quelimane) e em outros países da África subsaariana e do Sul da Ásia como Mali, Serra Leoa, Quénia, África do Sul, Etiópia, Banglades e Índia, com financiamento da Fundação Gates.

212 visualizações0 comentário