CISM ASSINA MEMORANDO DE ENTENDIMENTO COM O HCM





A Fundação Manhiça, entidade gestora do Centro de Investigação em Saúde de Manhiça (CISM), representado pelo Director Geral, Dr. Francisco Saúte, assinou na última sexta-feira (18/06) um memorando de entendimento com o Hospital Central de Maputo, no acto representado pelo seu director, Dr. Mouzinho Saide. Através deste, ambas entidades visam formalizar a parceria já existente entre elas e estabelecer as novas linhas de colaboração que se julgam fundamentais para aumentar as capacidades institucionais no âmbito da pesquisa, da formação, e de cuidados de saúde à população.


Na pesquisa, ambas instituições concordaram em participar na identificação e aplicação conjunta às oportunidades de financiamento de projectos de pesquisa relevantes para as duas instituições, facilitar a disponibilização de local, serviços e experiência para a execução de vários projectos, e a estabelecer uma plataforma de transferência de dados, amostras e pacientes para várias finalidades. Na formação, concordaram em estabelecer uma plataforma de formação que permita a utilização dos sectores das duas entidades como campo de estágios para formações dos seus quadros, em divulgar e permitir a participação dos quadros em formação para aquisição de novos níveis académicos, formações técnicas e contínuas, e em apoiar na tutoria, mentoria e supervisão dos quadros em formação dentro das duas instituições.


Consta também do acordo entre ambas instituições, a promoção da melhoria das capacidades institucionais, através da exploração de novas linhas de investigação que garantam maiores potencialidades entre as partes, de acordo com os recursos existentes e do apoio na criação de novas áreas de conhecimento e serviços, incluindo monitorias, capazes de facilitar a implementação das novas linhas de investigação criadas.


De entre outras obrigações, a FM, através do CISM, irá permitir que o HCM use os dados das plataformas existentes para fins académicos e de investigação, passará a incluir investigadores do HCM em todos projectos de investigação que usam esta Unidade Sanitária como sítio de implementação. Por sua vez, o HCM, deverá criar condições sempre que necessário, para disponibilizar uma sala de trabalho para os investigadores do CISM durante a implementação de projectos de investigação nas suas instalações, assim como processar as amostras enviadas pelo CISM no âmbito da implementação de projectos conjuntos de investigação que envolvam a componente laboratorial sempre que aplicável.


Na oportunidade, o Dr. Saúte reconheceu que

“esta colaboração irá contribuir bastante para o crescimento do CISM, e irá permitir que ambas instituições aproveitem o potencial de cada uma para poder responder aos desafios da pesquisa”.

Por outro lado, o Dr. Mouzinho, recordou durante o acto de assinatura do memorando, que

“bem antes deste acordo, o HCM já beneficiava de iniciativas levadas a cabo pelo CISM, como por exemplo a introdução das autopsias minimamente invasivas, e que portanto, este memorando, poderá contribuir para que o HCM possa dar passos significativos, especialmente na área de resistência a antibióticos e mas também em outras áreas de estudo, nas quais o CISM poderá ajudar-nos a enfocar as nossas intervenções em base ao conhecimento científico”.
17 visualizações0 comentário