top of page

PEDRO AIDE ENALTECE TRABALHOS DE INVESTIGADORES JUNIORES

Atualizado: 18 de set. de 2023


O Director Científico, considera que as apresentações de Investigadores Juniores foi o momento mais impactante do simpósio

Em análise ao III Simpósio em Saúde Global da Fundação Manhiça, realizado no passado dia 17 de Julho, o Director Científico do Centro de Investigação em Saúde da Manhiça (CISM), Pedro Aide, destacou as apresentações dos investigadores juniores como sendo o momento mais impactante do simpósio, e disse ser um modelo de intervenções que vale a pena apostar nos próximos eventos.

Os objectivos da terceira edição foram alcançados na sua plenitude

Pedro Aide considera o Simpósio em Saúde Global como uma plataforma singular para divulgação das actividades do CISM, e acredita que nesta terceira edição os objectivos foram alcançados na sua plenitude, pois, de acordo o Director Científico, os temas sobre Ensaios Clínicos em África conseguiram chamar atenção dos investigadores nacionais e internacionais, do governo, dos media e várias partes interessadas em pesquisa científica.


“O Simpósio representa o momento mais sublime das plataformas nacionais de debate e partilha dos resultados alcançados pelo CISM, e é de louvar pois, os temos feito forma regular. É no simpósio onde conseguimos juntar cientistas, políticos, estudantes, profissionais de saúde, curiosos e amadores da ciência para apresentarmos o nosso trabalho. Até então, temos tido um feedback positivo. Em resposta ao evento temos recebido alguns pedidos de parcerias, isso mostra que conseguimos a visibilidade que pretendíamos”, acrescentou Aide.


Parte dos studantes presentes no simpósio

Em concordância, Vasco Sambo, Coordenador Científico do CISM, ressalvou que ter tido os investigadores juniores a apresentarem os resultados dos ensaios clínicos de grande impacto em África assegurou uma boa visibilidade do evento e os mesmos puderam interagir com outros jovens participantes, e, como resultado houve um bom debate durante as sessões. Vasco Sambo, expos que o Simpósio é o apogeu das actividades científicas do CISM, onde a instituição tem a oportunidade de partilhar os resultados com os diversos intervenientes, incluindo participantes de ensaios clínicos. O Coordenador Científico enaltece o esforço os pesquisadores do CISM pelo número dos posters submetidos (21), o que representa um acréscimo se comparado com a edição anterior em que foram submetidos 16 posters.


Entretanto, para o Director Científico, não se conseguiu evitar repetição de conteúdo durante algumas intervenções, e o tempo não foi suficiente para que se pudesse explorar as diferentes intervenções e reflexões. Segundo Aide, esses são os aspectos organizacionais a serem melhorados nos próximos eventos, pois, são muitos tópicos por debater em pouco tempo e a definição dos temas para cada interveniente dos painéis deve ser melhor direcionada. Contudo, Pedro Aide, espera que o próximo simpósio seja também qualitativo e supere as espectativas do público no geral.

46 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page